quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Prezado Senhor

Resolvi escrever esta carta com o intuito de perguntar o que deseja de presente neste Natal. Tenho percebido ultimamente que quase todo mundo ganha presente, menos o Senhor e as pessoas humildes que trata com tanto amor e carinho. Também reparei que poucos lembram de convidá-lo para a Ceia, para a Festa. Na certa devem estar muito ocupados festejando. Confesso que eu gostaria de celebrar esta data de uma forma diferente, mas a maioria é quem decide, infelizmente. Fiquei dias pensando o que seria capaz de agradá-lo. Sei muito bem que o Senhor não deseja nada que o dinheiro pode comprar. Tomei então a liberdade de perguntar o que gostaria. Sabe, eu estou aqui presenciando virtualmente o pássaro azul transmitir uma guerra civil social em tempo real na minha cidade maravilhosa enquanto escrevo. Pensei em uma coisa vendo tudo isso, em um presente ideal, especial para celebrar o dia do seu Aniversário. Amar sempre, incondicionalmente, o meu semelhante como eu te amo. Só que eu preciso de ajuda para que esse presente chegue em suas mãos inteiro, completo, sincero, verdadeiro, de coração, em união. Quem pode ajudar? Feliz Natal.

Monica


Esta carta surgiu do pedido de uma menininha. Esta postagem é para ela. :])

2 comentários:

Tatiana Kielberman disse...

Linda carta, Monica!

Enterneceu meu coração e, certamente, a menina deve ter ficado muito feliz por você ter atendido ao pedido dela.

Beijos! Admiro muito o que você escreve!

Amilcar Campos Bernardi disse...

Escreves do fundo da alma. Ai! Ai!Quem sabe algo muda nas almas das pessoas ao lerem teu desabafo!
Estou seguindo teu blog!
www.amilcarfilosofia.blogspot.com